×

Ilha de Boipeba e Maraú

Dias
9
Melhor época
Jan
Fev
Mar
Abr
Mai
Jun
Jul
Ago
Set
Out
Nov
Dez
Lugares Visitados
Ilha de Boipeba e Península de Maraú
Valor por pessoa
R$ 5.608
Horário Local
10:23

A Ilha de Boipeba está inserida no Arquipélago de Tinharé, que compõe o município de Cairu, situado no Baixo Sul da Bahia. Cercada de um lado pelo oceano e de outro pelo estuário do Rio do Inferno, a ilha se destaca por uma rara beleza natural e grande diversidade dos seus ecossistemas. A ilha apresenta remanescentes da Mata Atlântica, extensas áreas de manguezais e praias de grande valor paisagístico. O ritmo da vida é calmo e tudo lembra o primitivismo de uma comunidade que há pouco mais de 10 anos vivia isolada, sem ao menos ter acesso à energia elétrica. Por ser um local de difícil acesso, Boipeba é bem preservada das ações antrópicas o que perpetua ainda mais suas belezas naturais.

1º Dia – SALVADOR // BOIPEBA

Chegada e recepção no aeroporto de Salvador. De lá, seremos levados de carro até o Terminal Turístico Marítimo para embarque em lancha/barca, por aproximadamente 50 minutos, até a Ilha de Itaparica. Lá estará nos esperando outro veículo, que nos conduzirá por aproximadamente 1h30 até Graciosa. Em Graciosa, pegaremos uma lancha fretada que nos levará a Boipeba (40 minutos). Chegada e recepção por nosso guia, que nos levará até a pousada escolhida. Em Boipeba não existem veículos, de maneira que iremos até nossa pousada caminhando (não leva mais do que 10 a 15 minutos). O transporte da bagagem é organizado por nosso guia. Nossa sugestão é de que no aeroporto de Salvador já coloquemos uma roupa leve e confortável, como bermuda e chinelo havaiana.

2º Dia ao 4º Dia – BOIPEBA (C)

Dias dedicados aos seguintes passeios:

BAÍA DE MORERÊ (C)

Após o café da manhã, sairemos em direção à minúscula vila de Morerê. Estradinha de areia, pequenos morros, mata baixa e dendezeiros. O Dendê era, além da pesca, a maior riqueza da ilha e ainda está sendo comercializado em menor escala, apesar do preço baixo deste óleo tipicamente baiano. São cerca de duas horas até a baía de Morerê. A baía de Morerê é um paraíso de águas cristalinas, uma bela praia, com restos de recifes de uma época em que o mar ainda estava mais alto. Tempo para uma água de coco e imperdível banho de mar. Aqui podemos ainda comer um peixinho em um dos restaurantes simples ao lado da praia. Depois é só curtir o lugar à sombra de uma árvore, na praia ou na água. O caminho de volta passa por várias praias quase virgens – seguimos pela praia de Morerê até chegar à praia da Cueira através de um desvio pelo interior. No caminho atravessamos um riacho com todo o cuidado, para não ferir os pés nas ostras. A Praia de Cueira possui dois quilômetros de areia acompanhados de um imenso coqueiral. Feito isso, voltamos para Velha Boipeba. 

Total da caminhada – cerca de 4 horas.

PASSEIO DE BARCO – MERGULHO NAS PISCINAS NATURAIS – PRAIA DE BAINEMA – PONTA DE CASTELHANOS (C)

Saída de barco em direção às piscinas naturais de Morerê. Na maré baixa, pode-se fazer um delicioso mergulho nas piscinas, no meio dos recifes. O Caribe também é aqui. O barco segue costeando até a Ponta dos Castelhanos no sul da ilha. No caminho passamos pela praia de Bainema, uma das mais isoladas, onde entramos em harmonia total com a natureza. No fundo da praia temos a curiosa Mata de Bainema, um pedacinho da Mata Atlântica, com árvores centenárias. Lugar mágico e especial. Aqui, neste pedaço de natureza virgem, podemos ter certeza de não encontrar ninguém.  Descemos do barco onde há uma embarcação espanhola afundada e fazemos uma pequena caminhada pela mata, atravessando-a até o Rio Catu, onde encontraremos novamente nosso barco e rumamos à Ponta dos Castelhanos. Logo depois, passamos pela barra do rio do Catu, onde adentramos com nosso barco por uns 20 minutos, e, na volta, fazemos uma pequena caminhada pela trilha que vai do rio à praia de Bainema. Daí, seguimos navegando. Em seguida, a última praia, totalmente selvagem, o destino da nossa viagem. Assim que ancorarmos o barco, teremos uma pausa para lanches, água de coco e banho num mar calmo e cristalino, longe de tudo e todos. Ficamos algum tempo curtindo este paraíso e voltamos no final da tarde para Velha Boipeba.

ILHA DE VELHA BOIPEBA (C)

Manhã livre para curtir a praia de Tassimirim, relaxar na areia e tomar um banho de mar. Na parte da tarde, visitaremos o povoado de Velha Boipeba. É uma vila simples e simpática de cerca 3500 pessoas, fundada pelos Jesuítas por volta de 1563. A praça central é na verdade um gramado com campo de futebol e um Jamelão de sombra em cada lado – um ótimo lugar para se bater papo à sombra da árvore. Entramos na rua que dá acesso à antiga Igreja do Divino Espírito Santo, construída pelos Jesuítas em 1610 e seguimos o caminho, subindo o morro Alto das Pombas ao lado da vila. Um belo visual da vila, da barra do rio do Inferno, algumas praias e da ilha de Tinharé. De volta à vila, visitamos a casa de farinha, onde a família Regis ainda faz farinha de mandioca no método tradicional. Na volta para a pousada podemos ainda parar na casa do cabeludo Otavinho, mais uma figura da ilha, um colecionador de tudo o que se acha na praia e que pendura tudo na sua pequena casa. Se quisermos, podemos comprar também alguma peça.

 

5º Dia – ILHA DE BOIPEBA // MARAÚ (C)

Saímos em lancha da Ilha de Boipeba navegando entre os manguezais por mais ou menos 30 minutos até  a Vila de Torrinha ou a Cidade de Cairú, Em seguida continuação em carro privativo pela Linha Verde Sul seguindo a Costa do Dendê, passando por plantações de dendê, fazendas típicas, pequenas cidades como Ituberá, Igrapiúna  e outras até a cidade de Camamu,  a viagem continua pela linha verde por 33 km, e continuamos pela BR 30 por mais 35 km em estrada de terra passando por fazendas de cacau, seringueiras e coqueirais até chegar a Pousada. Duração da viagem aproximadamente 3h.

6º Dia ao 8º Dia – MARAÚ (C)

Dias dedicados aos seguintes passeios:

PISCINA NATURAL DE TAIPU DE FORA 

Sempre na maré baixa ele aparece, a grande vedete da península: a piscina natural da praia de Taipu de Fora. É nesta praia ma-ra-vi-lho-sa que a natureza resolveu criar a mais bela das piscinas, cercada por arrecifes e recheada de peixes e corais de todas as cores. Praticamente sem ondas durante as marés secas – e são duas por dia! – a piscina apresenta uma água com visibilidade excepcional. É o lugar ideal para fazer mergulho livre e descobrir o fascinante mundo submarino.

CACHOEIRAS DO TREMEMBÉ

Partindo do Porto de Jobel, em confortável embarcação, subiremos o Rio Maraú onde apreciaremos a diversidade do manguezal, berçário de todo o ecossistema marinho. Uma hora ou mais de navegação num cenário encantador envolvido pelo verde autêntico do Manguezal. Chegaremos ao final do rio e teremos o encontro com a cachoeira do Tremembé, que floresce de dentro da Mata Atlântica e despenca diretamente na água salgada do mar. Após curtir o visual fascinante e dar um mergulho nas águas espumantes de baixo da cachoeira, vamos até a pitoresca Vila do Tremembé. Caminhando pela vila, que é cercada pelo verde da Mata Atlântica e manguezal, você corre grande risco de querer ficar ali para sempre parado no tempo! De volta à Baía de Camamu faremos uma visita à nossa sede histórica, a cidade de Maraú, fundada em 1794 pelos frades Capuchinhos e retornamos para a pousada. Duração aproximadamente 5h30, grau de dificuldade médio e, dependendo das condições físicas, alto.

CAMINHADA: MATA FOME, TANQUE, ILHA DO TUBARÃO.

Navegaremos pelo Rio do Céu ouvindo apenas os sons do mangue e o barulho dos remos na água. É aqui no mangue que se desenvolvem os plânctons, base da cadeia alimentar dos mares. Desembarcamos na Ilha do Tanque e nosso guia vai apontando a diversidade existente nesse paraíso. Seguindo a trilha, passamos por paisagens bucólicas e chegamos a um campo aberto com algumas casinhas. A principal é a casa de farinha. Continuamos nossa caminhada pela mata…agora  um trecho um pouco mais íngreme mas com um final recompensador: a vista deslumbrante da Baía de Camamu com seus recortes, suas ilhas e córregos. Retorno a trilha.

Mais alguns metros e o perfume da alfazema nos envolvem. Logo adiante outra casa de farinha, um pé de graviola, seringueira, mais cacau e já estamos chegando ao povoado. Aqui não há carros e a calçada, toda feita de pedras irregulares, fica exatamente no meio da rua! Casinhas de um lado, casinhos do outro, moradores simpáticos acenam e cumprimentam. Chegamos ao porto, já no Rio Maraú. Próxima parada? Ilha dos Tubarões, para visitarmos uma plantação de dendê e o engenho onde se extrai o azeite desta fruta. Se você já estiver com calor agora vai poder se refrescar na ilha em frente, em uma praia deserta. Após o banho vamos voltar de canoa pelo Rio do Céu, que neste trecho forma um túnel natural em meio ao manguezal, lugar ideal para observar os aratus e caranguejos. Depois de desembarcar, faremos uma caminhada de cerca de 10 minutos até o topo do Morro da Bela Vista. Agora é só relaxar e curtir a deslumbrante vista.

9º Dia – MARAÚ // ILHÉUS (C)

Em horário apropriado traslado ao aeroporto de Ilhéus (120 Km por terra).

– Traslados terrestres e marítimos Aeroporto de Salvador – Ilha de Boipeba – Península de Maraú -Aeroporto de Ilhéus

– Todos os passeios citados no roteiro com acompanhamento de guia;

– 04 noites de hospedagem com café da manhã em Boipeba;

– 04 noites de hospedagem com café da manhã em Maraú;

– Seguro de Viagem (consulte suplemento para maiores de 70 anos).

– Passagem Aérea;

– Refeições não mencionadas;

– Despesas pessoais;

– Tarifa para envio de documentação e brindes fora da cidade de São Paulo;

– Qualquer outro serviço não descrito como incluído.

Por que não inclui a parte aérea?
Sabendo que atualmente os valores das passagens aéreas são alterados quase diariamente pelas cias aéreas, optamos em deixar nosso canal de atendimento à disposição, para que possamos garantir as melhores condições disponíveis no momento da consulta.

Valores a partir de

Hospedagem Apto DBL SGL TPL
VILA SEREIA & LAGOA DO CASSANGE Bangalo Azul & Bangalo Coqueiral R$ 5.608 R$ 7.363 R$ 5.177

Validade: janeiro a dezembro 2020 (exceto feriados).

Prazo de pagamento da viagem
Até 48 horas após o envio da confirmação ou de acordo com os prazos solicitados pelos fornecedores de serviços turísticos.

Forma de pagamento financiado
40% de entrada via cheque, depósito ou transferência bancária e saldo de 60% em 3X sem juros no cartão de crédito internacional – pessoa física (emitidos no Brasil). Para parcelamento mais longos haverá cobrança de juros.

Forma de pagamento 100% no cartão
100% do valor do pacote + 3,5% de taxa financeira em 1X no cartão de crédito internacional – pessoa física (emitidos no Brasil).

IMPORTANTE Os valores e formas de pagamentos acima poderão sofrer alterações de acordo com a política individual de cada hotel.